Livro: O Mapa do Tempo – Surpresas do início ao fim

Comprei este livro já faz uns bons anos, estava na minha estante só pegando poeira, nunca havia sido aberto, confesso que olhava para ele e não tinha vontade de lê-lo. Nem a capa e nem a sinopse me atraiam, então por que raios o havia comprado?

Dedici parar de frescura e ler logo, assim, se realmente não fosse bom eu descobriria e poderia parar de me torturar ao olhá-lo ali parado sem uso.

Comecei a folhear e a primeira coisa que notei era que “O Mapa do Tempo” era um livro com pouco diálogo, pelo menos no início, e isso já me entristeceu de imediato, pois acreditava que livros com mais diálogos eram mais interessantes. Mas mesmo assim continuei, e decidi ler até o fim.

Processed with VSCO with a4 preset

Um pouco sobre o livro…

O livro conta basicamente três história, estando as três ligadas por uma única causa, o tempo.

A primeira história trata-se da vida de um jovem rico chamado Andrew, no qual se apaixona por uma prostituta. Vivendo perigosamente este amor, que nunca seria aceito pela família, Andrew tem a certeza de que a cada dia ama mais a prostituta Marie Kelly.

Decidido a viver este amor Andrew resolve contar ao pai em meio a jantar onde a família reúne os homens mais ricos de Londres. Assim como o esperado, o pai o expulsa de casa e ele corre para se encontrar com a amada e viver este amor que os sustentará pela vida toda.

Quando chega ao seu encontro, vê Marie toda deformada, cortada aos pedaços em sua cama, com vísceras para fora e sangue por toda a parte, Marie se tornou mais uma vítima de Jack o Estripador.

Andrew passa então oito anos vivendo com depressão e sentindo a falta de sua amada, sem ela não havia razão para viver, então decide tirar a própria vida. Pronto para se dar um tiro, Andrew é salvo pelo primo Charlies que lhe garante que é possível salvar Marie da morte e trazê-la de volta. Como isso seria possível? Viajando ao passado. E aí começa a grande aventura de Andrew…

Será que conseguirá ir ao passado e salvar sua amada? Será possível chegar ao passado e modificá-lo sem alterar o presente?

A segunda história fala sobre o Capitão Shackleton, o herói de Claire, o salvador da humanidade no ano 2000.

Claire, uma jovem rica da alta sociedade sentia que não se encaixava no mundo que vivia, sentia que nada fazia sentido, que por mais que tivesse tudo o que queria não se sentia feliz.

Convencida pela amiga de irem ao ano 2000 ver a batalha final dos homens vs autômatos, oferecida pela empresa de viagens no tempo do Sr. Murray, Claire decide aceitar. Ao contemplar a batalha ao vivo e a cores e ver Capitão Shackleton salvando o mundo, Claire decide que pertence a esse mundo, que mais do que isso, que ama o capitão e que quer viver com ele no ano 2000 e ajudar a reconstruir o mundo.

Mas talvez Claire tenha esperanças demais em um futuro incerto e que este futuro talvez esteja mais próximo do que ela imagina.

A terceira história fala sobre o escritor Wells, que é um personagem que permeia todas as outras histórias e apesar de não parecer tem papel crucial em cada uma delas.

O personagem aqui tenta desvendar assassinatos que estão acontecendo por uma arma do futuro, tão poderosa que não é possível existir nada parecido com ela no ano em que vive. Apesar de não querer se envolver, ele é ameaçado por Murray, que caso não encontre o autor dos crimes se meterá em uma grande encrenca.

Através de uma pista, na qual o assassino escreve na parede um trecho do livro que Wells acabara de terminar, e que ninguém teria o conhecimento sobre o mesmo a não ser o próprio Wells, ele acaba tendo a certeza que o autor do crime só pode ter vindo do futuro. Mas como? Haveria passagens em que se pudesse viajar do futuro para o passado e vice-versa? O que ele queria com o Wells? Poderia Wells resolver todas essas charadas sozinho?

Processed with VSCO with a4 preset

Minha opinião sobre o livro…

EU AMEI AMEI AMEI! Amei cada história, cada paragrafo, cada ponto e vírgula que o autor Félix J. Palma escrevera.

O livro não é como os outros que já li, ele vai além, te deixando confuso em cada segundo que se passa, e quando você acha que acertou o que vai acontecer, a história dá uma reviravolta e não é nada daquilo, mas é um pouco daquilo. Entendeu? É uma loucura, você nunca sabe quando os acontecimentos são verdadeiros ou não e quando você acha que aquilo é impossível de acontecer, aí acontece.

A todo momento o livro lida com Tempo, como o próprio nome se refere. Ou estamos no presente, ou no passado, ou no futuro, as vezes até me perdia sem saber onde realmente estava.

A escrita do livro é magnífica, pois apesar de não ter muitas falas o autor sempre encontra algo para trazer dinâmica ao livro. Como por exemplo um narrador participativo que conversa com você em muitos momentos do livro. Quase nunca o livro fica monótono.

Posso classificar o livro como: cheio de surpresas, dinâmico, inteligente, bem escrito e acima de tudo, criativo. Indico que vocês comprem, que vocês dêem de presente, que vocês guardem no coração, porque ele é muito bom mesmo.

Anúncios

2 comentários sobre “Livro: O Mapa do Tempo – Surpresas do início ao fim

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s