Livro: Depois de você

Superar o primeiro livro da autora Jojo Moyes não foi fácil. e descobrir que ela dera continuidade com um segundo livro também não o foi.

Eu não sei o que exatamente esperava com o segundo livro da autora, mas definitivamente não espera nada parecido com o primeiro.

Comprei o livro completamente com o pé atrás, imaginava que ele não seria bom o suficiente como o primeiro, porque “Como eu era antes de você” foi um dos livros que mais me impactou e mais me fez chorar na vida.

WYIB7969

Não que o livro não seja bom, não é isso, é só que não achei ele bom o suficiente para se aproximar do primeiro.

Vou explicar melhor… ter o segundo livro foi importante para demonstrar as pessoas que depois de um impacto tão grande na vida de alguém, da pior maneira que seja, ela deve continuar. Devemos seguir em frente, sem nos culpar e olhar negativamente para trás.

Neste segundo temos a história focada na vida de Clark após a morte de Will (e eu, iludida aqui, esperava que esse segundo livro contasse que ele não morrerá e que forá tudo um pesadelo, mas não foi o que aconteceu). A jovem, depois de viajar cumprindo o desejo do amado, compra um apartamento em Londres, arruma um emprego qualquer e começa a frequentar um grupo de pessoas que perderam entes queridos. Clark apenas vive no automático, grudada em seu passado sem ansiar por mais, até que Lily surge em sua vida.

JPUT9096

Lily surge de uma maneira inusitada causando um primeiro impacto na vida de Louisa, que acaba por sofre um acidente. Nesta confusão entre o acidente Louisa conhece Sam, um paramédico, bonito, charmoso que lhe atrai. Ainda apegada em Will, Louisa Clark, tem dificuldades em começar um relacionamento estável com qualquer outra pessoa.

Após ter um encontro descente com Lily, Louisa descobre que Lily não é qualquer adolescente de 16 anos, e sim filha de Will, que nunca havia conhecido o pai e soubera de sua existência pouco antes dele morrer.

Louisa se sente na obrigação de cuidar da filha de Will, visto que esta é uma adolescente “problemática” e ignorada pela família.

Vivendo com Lily, sem ter uma base de como lhe dar com uma adolescente que só se mete em confusão, e tentando organizar seu coração com o que sente em relação a Sam, Louisa sempre se vê com problemas e grandes decisões à tomar.

Decidir cuidar de Lily só mostra o quanto Clark tem um coração imenso e se importa com as pessoas, principalmente se tratando da filha do seu grande amor. Ela não consegue simplesmente ignorar a existência da adolescente e se sente na obrigação de ajudá-la a se estabilizar e ser feliz, já que o Will não poderia fazer.

A confusão em seu coração em estar com Sam mas se sentir culpada por estar “traindo” Will de alguma maneira é completamente compreensível, mas Louisa acaba se encontrando e descobrindo que o desejo de Will é que ela apenas vivesse, e vivesse feliz. Assim ela acaba dando chance a uma nova história de amor.

Ajudando Lily à resolver todos os seus problemas, Louisa se sente em paz para seguir a vida, sem se preocupar com o restante, coisa que ela precisava fazer já que se encontrava estagnada num mundo sem pretensões.

img_3382.jpg

Minhas impressões:

  • Ter Lily como o centro da nova luta de Clark, para mim, não forá a melhor escolha da autora. Talvez ter algo a lutar fora da orbita de Will, talvez fosse mais interessante para se ver o crescimento de Louisa por si mesma, e não por algo que ela se sinta na obrigação de fazer.
  • Lily me irrita na maior parte do livro e isso me faz pensar que Will seria sempre assim caso nunca tivesse sofrido o acidente.
  • Sam poderia ter um potencial de um grande personagem, mas apenas o vejo como plano de fundo. Acredito que ele merecia um pouco mais de atenção no enredo. Mas com certeza está fora a intenção da autora para dar mais enforque aos problemas de Louisa consigo do que focar em uma nova história de amor.
  • O livro não tem grandes impactos que faz com que você queira ler as páginas com grande ansiedade, no meu causo, me causou o inverso, demorei mais de meses para dar continuidade à paginas que se arrastavam a cada linha.
  • Ao tomar a decisão de viver bem com o passado e seguir em frente faz com que Louisa se torne mais confiante e forte, saindo da sua zona de conforto e lutanto por algo e nos faz pensar que devemos lutar por nossa vida independente de nossos problemas e dores.
  • O livro é muito importante para mostrar às pessoas que devemos seguir em frente independente do que tenha acontecido e que não podemos nos culpar por coisas que não estão mais ao nosso alcance. Ter um novo relacionamente após a perda de seu parceiro não é nenhum crime.

Não foi um dos meus livro preferidos, mas foi importante para que eu também conseguisse superar a morte de Will (assim como Louisa) e me fez aprender muitas coisas nas entrelinhas. É um livro importante para se aprender a recomeçar e ver que o mundo não para e que também não devemos fazê-lo.

 

 

Anúncios

2 comentários

  1. No começo a ideia da filha me deixou apreensiva, será que teria influenciado na decisão do Will de continuar vivendo? O que deixou o clima todo ainda mais triste, porque todos pensaram assim. Embora no final, eu tenha concluído que nada o faria mudar de ideia. Mas eu gostei do livro, nada comparado ao primeiro claro, mas gostei, queria que tivesse mais do Sam também. vamos ver o que vem por aí no terceiro livro.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s