Ouvir às vezes é mais importante do que falar

Eu sempre, SEMPRE, desde pitititika (um pouquinho mais do que hoje) fui muito espontânea e ao mesmo tempo impulsiva. Apesar de amar atuar, amar cinema e teatro, eu não consigo fingir muitas coisas, principalmente meus sentimentos e mais principalmente ainda os sentimentos de raiva!

E isso é um super defeito meu, porque guardar sentimentos ruins é péssimo, mais péssimo ainda quando você consegue influenciar todo o ambiente à sua volta com esse sentimento. E é o que eu faço as vezes. Acabo descontando toda a minha raiva, todo aquele ódio, todo aquele desprezo (que às vezes eu não tenho nem noção de onde vem) em pessoas que não tem nada a ver com o assunto. E isso me desespera, porque se é tão difícil eu lidar comigo, imagina com os outros e todo o restante de minha vida.

Mas eu venho aprendendo, venho tentando me controlar com relação a impulsividade, tentando respirar fundo e contar até 1230 pra acalmar os ânimos e conseguir conversar normalmente com qualquer pessoa. Preciso observar o comportamento de pessoas calmas e tranquilas e tentar me inspirar nelas (até porque lidar com um ambiente muito conturbado não me faz tão bem).

Eu gostava muito de dar conselhos pras minhas amigas, conselhos simples de vida. Mas o que adianta dar conselhos que nem eu seguia? É simples você dizer “Faça isso!” “Faça aquilo!”, mas quero ver você ir e fazer. Mas acabei dando tantos e tantos conselhos e não pedindo nenhum, e acredito que foi ai que errei e muito.

imahem

Falar, falar e falar é tão simples. Mas e ouvir? E ouvir coisas negativas? Acho que por minha personalidade ser muito forte as pessoas ficavam com receio de dizer que eu estava errada ou que precisava mudar em tal coisa. Queria ter ouvido desde sempre críticas minhas, pra saber em quê mudar, no que melhorar e como fazer. E acho que por não ouvir muito disso, fui uma pessoa difícil de receber críticas e assim que as recebia já queria esmagar a pessoa na porrada, sair correndo e gritando.

Ouvir o que as pessoas pensam de você é tão importante, tão engrandecedor. Porque as vezes você nem sabe o que esta errando, está naquela sua zona de conforto em que você acha que está sendo completamente tranquila, e as vezes uma puxada no pé, uma volta para a realidade, alguém para te dizer “Oi, seje menas!”, é ótimo, pra você voltar para a vida real e perceber seus erros, perceber que você precisa mudar e não só pelas outras pessoas, mas por você mesmo, porque se você continuar assim, você só afastará mais e mais cada pessoa do mundo e por fim vai acabar sem ninguém.

Então, ei você! Vamos prestar atenção, como você está agindo ultimamente? O que as pessoas estão pensando de você? O que você esta pensando de você agora?

A opinião das pessoas às vezes é importante para que você se torne alguém melhor.

large (8)

Mas apesar de cada jeito meu, seu, de qualquer pessoa de agir, sempre há um motivo, sempre há uma razão. Mesmo que você não saiba o motivo, há algum. No seu passado, na sua história em algum momento de sua vida algo aconteceu para que você haja de tal maneira.

Então antes de você julgar alguém, pense que alguma coisa deve ter acontecido e lembre-se que você também tem dias ruins e essa pessoa também tem esse direito.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s